Publicado em

A escrita de Lilinha

L
image

Antes era teclado e tela vazia, escrevia-se e ninguém lia era um silêncio sobre suas palavras, normal já que Lilinhaoverdose optou pelo antisocialismo de seus amigos e se dispôs, a escrever para o além das multidões de almas desconhecidas, que queria tanto que a conhecessem sem ela ser conhecida…  Com os poucos dias notou pequenos movimentos, suas palavras estavam sendo lidas e a pequena Lilinha Overdose não estava mais tão vazia e seu coração estava se preenchendo em meio a multidão, esperava tocar sua alma, ao silêncioso som de sua escrita e penetrar um cantinho de seus corações e lhe tomar um pedacinho de seus tempos…
“É tão magnífico essa overdose de vida, que te envolve e te devolve sensação indizíveis sobre o tempo, aos olhos de estranhos que lhe enxerga com olhos de alma e não corpo e matéria, aqui somos somente almas deixando nossos corpos por imaginar… Sobre o tempo pequeno e inconstante”..
Isso é pura overdose de vida, isso é Lilinha Overdose em essência!
Um beijo em overdose de vida se espalhando, ao som do barulho de almas, que logo se espalha quando muita coisa ou gente não atrapalha! … Contando os minutos do tic-tac do relógio, Lilinha esquenta em baixo de seu edredom para compor cada palavra e sabe que, ao acabar o som da música de sua página o tempo se torna pequeno e deseja que todos tenham acabado de ler até o final da música tocando. Isso é o tempo em overdose, curto e pequeno demais para se perder, se perdendo, pois precisa-se alucinar em pouco tempo para ter pleno gozo de overdoidismo… E fiquem espertos! Quando a música acabar alucinar é o que tanto se deseja e almeja ao final… E que tudo se espalhe rápido como o vento em suas mentes e deixem a overdose de vida vir lentamente, como um droga mais saudável que existe, que a leitura seja o único vício do momento a contagiar nossa adorável mente… Continuem… envolvendo Lilinha Overdose e se envolvendo, nessa grande overdose de vida que são nossas mentes e almas em encontros, sem hora marcada, sem compromisso de relógios, fora do tempo… Apenas olhos e mentes que já votam em página final em silêncio, ao ritmo misterioso do estranho nos invadindo no presente, que os instantes de leituras se desfaz em passado, com anúncio de futuro mais estranho ainda de silêncio, é como o vento, parece vazio mas o sente tão presente, é frio mas toca nosso corpo e alma, a gente sente, o caloroso ritmo de sensações de seu toque … O estranho é o meu vento agora… PODEMOS BRINCAR COMO SE BRINCA NO VENTO COM TEMPO? É TÃO VAZIO MAS PRENCHIDO AO MESMO TEMPO…. BORA ATINGIR OVERDOSE DE VIDA NO TEMPO !

O ESTRANHO, O SOM DO VENTO é sempre mais interessante, sem dúvida, até se conhecê-lo de fato!
E Lilinha Overdose já tem muitos estranhos e ventos ocupado seu espaço e tempo… E como é bom tê-los perto, mesmo talvez estando distante-e-perto é estranhamente alucinante! A vida em overdose dura o tempo da música então… Antes que a música pare de tocar leia até o final… Um beijo acalorado de overdoidismo da over+over Lilinha Overdose!
image

Anúncios

Sobre Lilinha Overdose

Aqui posso ser tudo que sou, sem me preocupar com opiniões de conhecidos até pq não qro nenhum deles por aqui, to cansada de gente que só quer xeretar a vida dos outros para falar mal depois, aqui não preciso de nenhum curtir de amigos e sim escrever tudo que quero anonimamente. Lilinha Overdose é apenas overdose da minha vida essa vontade de morrer e viver ao mesmo tempo, não uso drogas a não ser chocolate, coca-cola e um cigarrinho de vez em quando para desestressar rsrsr.... Mas que a vida é uma droga viciante ela é, e a vontade de ter uma overdose dela a cada dia, isso não posso negar. Espero não falar com o computador sozinha muito tempo, a gente tem sempre esperança de que alguem leia nossas palavras e que não fique só entre eu essa tela ofuscante do notebook hehe. Meu nome não é nada que derive de Lilinha embora confesse que é um apelido de um namoradinho de infancia mas só ele me chamava assim não pegou muito naquela época então resolvi assumir essa nova "velha" identidade, porque meu apelido na net tá mto manjado e batido e deixo ele pra aqueles que em rede social chamamos de "amigos". Desejo nesse espaço ser antissocial como os conhecidos e amigos parente em fim porque os estranhos são muito mais interessante até se conhece-los de fato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s