Publicado em

A vitrola toca e Lilinha dança- Dança Lilinha Overdose o mundo do sonho é todo seu

image

Lilinha estava pulando e dançando como uma criança no corredor de casa antiga.  De repente para em frente a um quarto antigo com bastante janelas grandes, da para ver a beleza da natureza a cantar lá fora.

image

Lilinha entra no quarto,  a vista uma vitrola antiga, Lilinha fixa o olhar nela a agulha da vitrola se mexe sozinha e coloca o disco a tocar… Lilinha escuta a música não senti medo, a vitrola a encanta, por isso ela continua no quarto. A musica é linda Lilinha se sente envolvida por ela, ensaia seus passinhos deliciosamente e já bem próxima a vitrola no meio do quarto começa a dançar tão alegremente, parece uma bailarina de caixinha de joia musical daquelas bem antigas, que se é um sacrifício dá corda para a bailarina se dispor a dançar.
image

Lilinha dança, fluta lindamente a dançar com vestido camponês branco linda morena flutuante parece bailarina anjo que flutua a dançar…
image

image

Os raios de sol iluminando o salão, a beleza da natureza sincroniza o dançar a cada vez que Lilinha dispõe a girar, e enxerga em seu flutuar o corredor sombrio da casa antiga se misturando com os efeitos do sol a radiar a vitrola e o quarto junto com a beleza da natureza que se impõe a cantar na janela do quarto, é lindo demais o efeito chega ofuscar nosso olhar, em sonho como encanta…
image

image

image

image

Lilinha se encanta mesmo ao dançar e vai dançando, dançando, livre, leve e solta que pureza e sensação boa refrescante, contagiante não deseja nunca parar…
image

Os instantes consigo mesma são tão preciosos gostosos de degustar.. E assim se envolve na dança esquecendo lá fora a neurose do seu Eu do real… Não, não ! Dançando consigo não tem conflito, se sente livre, feliz a flutuar externaliza sorridentemente sua paz interior que aflora a dançar… Não tem pensamento só dança e o encanto da música a lhe contagiar… Dança Lilinha Overdose esse sonho é todo seu, parece infinito a nostalgia deliciosa do seu dançar…
A porta bate com força e se tranca sozinha, a música para, Lilinha se assusta, se desespera e começa a gritar, a pedi ajudar, ninguém parece escutar lá  fora no jardim tinha gente, sempre tem um conhecido lá  e também seu namorado  Adrian estava por lá, ele não escuta sua batidas no vidro da janela,  ninguém escuta.
image

Lilinha grita muito, grita tanto até se sentir fraca se dispõe a chorar decaindo sobre a porta, batendo desfalecida de força já, a soluçar… A porta se abre aos poucos sozinha, Lilinha levanta sai correndo feito um foguete em direção ao jardim fora da casa e lá está Adrian seu namorado ela chama ele, eles se olham. image

Adrian tenta acalma-la, Lilinha parece criança que acabou de ver o bicho papão de baixo da cama e deseja mostrar aos seus pais, assim faz com Adrian que sorri como se dissese em seu olhar “não tem nada lá foi só um sonho Lilinha”, mas a garota overdose não sucega até arrastar o namorado a porta de entrada da casa e sai puxando ele, quando eles olham para dentro da casa tudo é escuro,  e Lilinha o conduz para dentro da casa e eles entram e a porta bate e se tranca…
image

Lilinha grita e acorda,  ao lado de Adrian no quarto de hotel se dispõe a chorar Adrian é seu ex namorado agora em meio a uma recaida estão juntos nessa noite, mas é só uma noite e Lilinha se dispõe a chorar mais e mais…

image

image

Na lucidez do dia Lilinha compõe ao sabor de uma noite prazerosa com a incerteza da manhã, após se despedir de Adrian, não sabe se aquela noite seria a última vez de verdade, então escreve em seu diário : ” Quando acordei tive um insight sobre meu sonho… Pensei sempre vou dançar, me diverti, após sair do corredor sombrio escuro a beira porta, mas quando entrar no quarto também sempre a música irá tocar e a porta irá fechar e trancar, quanto a isso não há dúvidas. E as pessoas lá fora que chamo, grito e peço ajuda nunca poderão fazer nada porque sempre estarei sozinha presa neste quarto, até me sentir fraca a porta vai abrir e vou correr  para fora e convidar alguém para entrar, esse é meu mundo sozinha comigo mesma me sinto em paz, danço flutuante se a porta estiver aberta, mas se ela tranca, me desespero porque dançar sozinha com sol a brilhar lá fora é mais sombrio que o corredor que estava, por isso quando a porta abrir não quero estar mais dançando sobre o reflexo do sol presa no quarto de porta aberta , quero estar dançando lá fora até que a música se acabe..
Vivam até o final, não fiquem dançando entre o reflexo do sol sobre suas janelas saiam e dancem lá  fora … até que a música pare de tocar…

image

POR UMA OVERDOSE DE VIDA MELHOR UM OVER BJKS DA OVER+OVER Lilinha Overdose… deixo minha caricatura pra terem um reflexo de reflexão sobre mim… embora preserve minha identidade esse blog é minha essência de overdose de vida, sou eu em essência … E fantasia… Obrigada por lerem até o final antes que a música se acabe..

Anúncios

Sobre Lilinha Overdose

Aqui posso ser tudo que sou, sem me preocupar com opiniões de conhecidos até pq não qro nenhum deles por aqui, to cansada de gente que só quer xeretar a vida dos outros para falar mal depois, aqui não preciso de nenhum curtir de amigos e sim escrever tudo que quero anonimamente. Lilinha Overdose é apenas overdose da minha vida essa vontade de morrer e viver ao mesmo tempo, não uso drogas a não ser chocolate, coca-cola e um cigarrinho de vez em quando para desestressar rsrsr.... Mas que a vida é uma droga viciante ela é, e a vontade de ter uma overdose dela a cada dia, isso não posso negar. Espero não falar com o computador sozinha muito tempo, a gente tem sempre esperança de que alguem leia nossas palavras e que não fique só entre eu essa tela ofuscante do notebook hehe. Meu nome não é nada que derive de Lilinha embora confesse que é um apelido de um namoradinho de infancia mas só ele me chamava assim não pegou muito naquela época então resolvi assumir essa nova "velha" identidade, porque meu apelido na net tá mto manjado e batido e deixo ele pra aqueles que em rede social chamamos de "amigos". Desejo nesse espaço ser antissocial como os conhecidos e amigos parente em fim porque os estranhos são muito mais interessante até se conhece-los de fato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s