Bab’s Não!!!!!!!

image

Eu Lilinha Overdose hoje 10 de junho 2015 em sonho… Não! Pesadelo… Hj eu tive um pesadelo com meu melhor amigo, meu Babs qrido. Cenário de traição, eu sentia dor de morte. No sonho eu via ele se gabar, planejando com uma de sua amiga, a roubar dinheiro da minha bolsa, eu ficava espiando sem eles me ver e pegava no flagrante. Bab’s devolvia parte do dinheiro, a gente discutia, mas Bab’s se recusava a entregar a amiga dele, que roubava a outra parte do dinheiro. Eu ficava furiosa por ele encobertar ela, então entrei no cenário de louca pressão, pra ele confessar, mas sabe eu chorava tanto sentia dor como real, dor de morte, cada vez que ele se negava a confessar. Sentia no fundo do coração que se ele se arrependesse eu perdoaria, mas meu ódio aumentava com cada negação dele… ele estava irredutível a não confessar seu erro… Então eu falo para my Bab’s que nossa amizade morreu pra mim…as amigas dele dão risadas… saio da casa dele, bato a porta triste e furiosa, ferida como se me cravassem um punhal pelas costa. Começo ver a cena de Bab’s com as amigas, ele contando vantagem, mas morrendo de dor por dentro (é como se nessa parte do sonho eu fosse ele e sentisse igual) Loucura!!!!?

Na outra cena paralela estou eu comprando cigarro, com um ambulante de rua, surge uma mulher esbarra na barraca dele, eu a seguro ela prende minha mão.. Olha em meus olhos e diz: “não faça isso, não pense jamais pensamentos tem força viram ação”…. O ambulante com medo de me perder como cliente (por eu ter me assustado com mulher) corta com sua mão a união entre minha mão e a dela… Mulher ajeita roupa sai gritando como louca… O ambulante fala comigo então moça vai comprar cigarro, não liga pra essa mulher ela é doida passa todo dia aqui e faz a mesma coisa com tds meus cliente no mesmo horário, olha lá sino da igreja, incrível sempre mesmo horario!” Eu pego cigarro, pago e me despeço do ambulante, perdida mas já cogitando em voltar na casa de my Bab’s e perdoar mesmo q ele não merecesse e não confessasse. E volta cena na casa de Bab’s, ele revela para as amigas como roubou dinheiro, conta vantagem e se despede das amigas…. aquelas Putanas !!! Como se eu tivesse bola magica e assistisse de camarote na mente… As putanas saem da casa de Bab’s dizendo: “nossa como Felipe esta estranho hj” – elas começam a conversar e Felipe tranca a porta. Do lado de fora as amigas dele cometam “que estranho Felipe nunca tranca essa porta”… De repente volta a cena para dentro da casa com ele, as meninas decidem olhar pela janela, Felipe esta rindo vestido todo de preto, pega arma – as meninas gritam e batem na janela- volta imagem dele na sala e eu escuto o pensamento dele, escuto a voz, sinto cheiro, tem gosto amargo em sua boca e na minha, somos um, somos uno, respiro ofegante ele também. Seus olhos tem minha imagem, os meus tem a imagem dele….estou eu cobrando insistentemente em pensamento… Sem cessar… Insisto, insisto, incansavelmente que ele confesse. Em sua mente por espécie de telepatia Bab’s diz que não pode confessar mas que me ama…sinto a dor da morte me invadir é forte demais, ele sentia que me destruía ao negar, era como se doesse nele com mesma intensidade.. A dor era insuportável demais para nós dois.. O sorriso dele ainda era mesmo que as amigas dele viam pela janela congelado em meio aos nossos momentos que passavam como flashes … Bab’s aperta o gatilho, eu sinto como se ele atirasse sobre mim… Bab’s atira na cabeça. Nossas cabeças são únicas, sinto impacto da bala atravessar minha mente e a dele ao mesmo tempo… Caímos juntos no mesmo impacto, na mesma dor, na dor da morte da alma…. Eu retorno da queda choro muito inconsolavelmente…eu morro de dor por dentro… As meninas gritam e se desesperam, batem no vidros sangram as mãos… derretem a minha alma batendo como se me culpassem…Acordei chorando, mas foi só um pesadelo que lembro cada detalhe perfeitamente… Sinto movimento me revirando como se tudo aquilo ainda estivesse vivo dentro de mim. Nunca tive sonho tão bem organizado e detalhado..que eu lembre toda sequência assim. Que eu ficasse com gosto amargo da dor….Parecia real mesmo… Minha alma se derretia em lagrimas… A chuva a tocar minha janela fazia barulho do gatilho, o vento soprava a janela de vidro como a batidas desesperadas das amigas dele até sangrar… Sangue delas jorravam pelo meu nariz… A dor era hemorragia nasal, saindo no meu meio do meu respirar ofegante, tudo era sentido em minha alma naquele sonho…Cada toque …Cada olhar… Cada sentimento. Fiquei em choque uns minutos pra me conscientizar que era sonho nada aconteceu…

Lilinha overdose volta dormir como que dorme os anjos caídos,no raiar do sol, enfraquecido pelo sair da noite, embalada aos cantos dos pássaros, do vento, da chuva… Da tempestade cedendo….Ela é aktivedanta, ela é agora o anjo de cabelos dourados que quebrou as asas nesse sonho, do pesadelo da Alma! Leiam até final até que a musica pare de tocar…

Anúncios